quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Eu sou a Sandra ...FELIZ.


Olá eu sou a Sandra, tenho 27 anos e estou na formação com a Dª Engrácia e gosto do curso que estou a tirar. Aprendo um pouco de tudo e tenho sessões com os formadores: a professora Nádia e o senhor Silvino, a Dª Arminda e a professora Ana Rita. Eu tenho muitas dificuldades desde a minha infância, mas eu, com ajuda dos professores e dos meus colegas, consigo ultrapassar os obstáculos. 
Eu gosto dos meus colegas e dos técnicos do CEERIA. Os meus horários são das 9h ás 16h e gosto deste horário, porque tenho o tempo ocupado. Eu quero melhorar as minhas competências para ir para um posto de trabalho com menos dificuldades. Eu tenho bons e maus momentos, mas com os erros eu aprendo e fico mais forte. Eu agradeço tudo o que estão a fazer por mim.

Sandra 
10 outubro 2013
      

As fases da vida


Eu tenho muita sorte em ter formação e outras aprendizagens por exemplo, Tecnologias de Informação e Comunicação, Igualdade de Oportunidades, Cidadania e Comunidade, entre outras que vou ter no futuro. Estou feliz por ter os pais que tenho, eles estão a apoiar-me em tudo, gosto muito do que faço - ser bombeiro voluntário, tenho muito orgulho por ajudar outras pessoas. Um dia posso ser eu a vítima, mas neste momento ajudo pessoas de todas as idades. A vida tem fases que, por vezes, são difíceis de ultrapassar, mas, para isso, há amigos, o que é muito importante para os nossos problemas.
Não tenho mais nada a dizer senão um OBRIGADA.

Daniel
10 outubro 2013

Amizade






Amizade foi uma coisa importante para mim e para a Liliana, a forma como foi feito o nosso trabalho. Também foi muito bom ver que somos todos amigos e que estamos presentes nos bons e nos maus momentos. 

Hélder e Liliana
10 outubro 2013

A última sessão de TIC


Olá, nós vamos falar sobre a apresentação que fizemos há 
pouco na sessão de T.I.C.
Nós gostámos muito de fazer a apresentação e achámos que a Dª Rosa, Dª Mónica, Dª Arminda e a  Dª Catarina também gostaram. Falámos um pouco do que aprendemos. Espero que a Formadora Ana Rita tenha gostado. E pedimos desculpa por tudo o que fizemos de menos bom, mas é com os erros que aprendemos e nós aprendemos alguma coisa. 
Ora bem, da nossa parte é tudo!!! 

Rúben e Vera
10 outubro 2013

  

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

MISSÃO NOBRE DO CEERIA

O que é para ti a inclusão? Para mim é… integração, respeito, competência, aprender, ensinar, compreender, sermos amigos das pessoas com problemas, penso que a missão do CEERIA gira à volta de tudo, vale a pena porque assim as pessoas têm mais respeito por nós, e o CEERIA está de parabéns por ter pessoal com competência, e os cursos são simplesmente espetaculares, penso que vale a pena seguir em frente 

ESCRITO POR: DANIEL PATRÍCIO


O que é a inclusão?


Para mim o CEERIA foi a melhor coisa que me aconteceu, porque me acolheu de braços abertos. Das duas vezes que aqui passei tive bons momentos onde me ensinaram a importância de saber orientar-me e onde estão a dar-me uma oportunidade de ser feliz profissionalmente. Aqui tive bons e maus momentos onde aprendi a importância de ser e estar bem, e onde fiz grandes amizades.

Mas também sei que um dia o CEERIA vai sair da minha vida e agradeço tudo aquilo que estão a fazer. O CEERIA também me fez muito bem em relação em tomar as minhas decisões sozinho e quando precisar de ajuda ou desabafar para o fazer e para também dizer aquilo que penso com moderação. E por estas coisas todas pelos momentos, pelos amigos. Pelos maus momentos e por tudo o que passei só tenho uma coisa a dizer. Obrigada por tudo.     

Hélder Ezequiel       

Quais as características / competências de um bom trabalhador?



Para trabalhar num local de trabalho é preciso ser responsável naquilo que estamos a fazer. Ter confiança no patrão e nos outros funcionários. Saber estar no local de trabalho. Chegar a horas ao local de trabalho.

Fiz amigos novos e gosto muito dos formadores. O CEERIA para mim é como uma segunda família.
Liliana Lopes
 

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Quais as características/ competências de bom trabalhar?


Um bom trabalhador tem de ter responsabilidades. Tem de saber ouvir o patrão e os colegas, e respeitar. Deve chegar a horas e se for preciso ficar até mais tarde deve fazê-lo. Deve ter uma higiene cuidada e uma boa imagem.
Por exemplo, um cozineiro tem regras: tomar banho ou duche todos os dias; ter a farda lavada e passada a ferro; ter as unhas cortadas e limpas; não ter fios no pescoço por causa do lume, podendo causar queimaduras; ter as bancadas limpas antes de começar a cozinhar. 

Sandra Pereira

Quais as características/ competências de um bom trabalhador?


É ser responsável no trabalho e respeitar os colegas;
É chegar a horas do trabalho;
É fazer tarefas do trabalho e não deixar coisas para fazer para outro dia;
É ter um bom relacionamento com os colegas e patrão;
Podemos ajudar os colegas se tivermos tempo, não podemos deixar o nosso trabalho;
É ter uma boa imagem;
É não podermos falar lá fora o que se passa no trabalho.




Goreti Santos

Quais as características/competências de um bom trabalhador?


As competências de um bom trabalhador é:




Chegar a horas 









Ser responsável





Ter um bom desempenho





Ter um bom ritmo 
  
 




Ter uma boa relação
  
 





Ter respeito
  
 


 Compreender os outros


  
 




Ser bem educado
   


Vera Ferreira

As características que um bom trabalhador deve ter são:

  • Cuidar da higiene
  • Estar bem apresentado
  • Usar as proteções necessárias
  • Chegar a horas
  • Ter responsabilidades
  • Temos de ter respeito
  • Ajudar os outros
  • Ter confiança
  • Ter iniciativa
  • Estar disponível para tudo
  • Ter uma relação com os colegas 
Rúben Marques

quinta-feira, 18 de abril de 2013

O bem estar das pessoas no CEERIA-Zé Carvalho

As pessoas no CEERIA gostam de estar bem incluídas na instituição porque é bom ser feliz e ser lutador por aquilo que eventualmente gostam ou que gostavam de fazer na vida de qualquer coisa e é sempre mas mesmo sempre com alegria no bem estar daqui do pessoal do CEERIA!!!







Assinado por: Zé Carvalho
Data:18/4/2013

A Praia - Sara Geménio



Vento forte na face.
Pensamentos leves como a areia.
Me levam para longe de casa.
Longe dos problemas.

Sinto uma paz em meu espírito.
Que acho que nada tira essa paz de mim hoje.
Estou tão tranquila.

Que nada é capaz de me desequilibrar.
Sinto que hoje sou só eu e a praia.
Não é egoísmo, é confiança.
Que me tomou desde que finquei meus pés na areia.

Hoje os problemas podem ficar para amanhã.
Hoje a vida pode passar lentamente que não me vou importar.
Hoje o tempo não é uma grandeza para mim, é apenas um grão de areia.
Mas que não consegue passar entre os meus dedos.
Hoje é o dia que eu quero sempre lembrar e repetir.

"As vezes encontramos tranquilidade, felicidade em coisas que não imaginávamos que encontraríamos. Em coisas simples como olhar para o mar, pisar a areia da praia, passar a noite com familiares. Coisas simples que sempre podem se tornar um incentivo para nos sentir bem"



O CEERIA é o melhor de Alcobaça!

O CEERIA é uma boa instituição, a melhor de Alcobaça.

Como o CEERIA cresceu!!**

O CEERIA – Centro de Educação Especial, Reabilitação e Integração de Alcobaça é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 3 de Dezembro de 1976.

Em 1980, pelo então primeiro-ministro, Francisco Sá Carneiro, é-lhe reconhecido o estatuto de Pessoa Colectiva de Utilidade Pública e, em 1990, procedeu-se ao seu registo definitivo como Instituição Particular de Solidariedade Social.

À data da sua fundação, o CEERIA procurou fundamentalmente ser uma resposta no âmbito da Educação Especial, acolhendo crianças e jovens que, dadas as suas características, possuíam necessidades especiais de educação, que não poderiam ser supridas no ensino regular.

Existindo o CEERIA para apoiar crianças, jovens e adultos com dificuldades em aceder a contextos familiares, escolares, sociais e profissionais adequados ao seu nível etário e características pessoais, desde cedo, sentiu necessidade de crescer em dimensão e tipo de respostas que fornecia.


Assim, actualmente, o CEERIA integra as seguintes valências:
  • Centro de Actividades Ocupacionais (CAO)
  • Centro de Recursos para a Inclusão (CRI)
  • Centro de Apoio Residencial (CAR)
  • Centro de Reabilitação Profissional (CRP)
  • Empresa de Inserção


Para além das estruturas referidas, o CEERIA constitui inúmeras parcerias com outras entidades locais e regionais, no sentido de concretização a sua missão:


Prestar serviços especializados de elevada qualidade nos domínios da Reabilitação, do Apoio Social e da (Re)Integração Sócio-Profissional a Pessoas com Deficiências ou Incapacidades, em contextos inclusivos.

A Inclusão como Missão!



O CEERIA, nestes seus anos de história, conseguiu implementar-se como uma importante estrutura social. A instituição apoia, no presente, mais de 400 pessoas com deficiências e incapacidade e as suas famílias, integra mais de 60 colaboradores e situa-se no contexto da comunidade que serve como a alternativa mais consistente no apoio a esta população.

Primavera

A primavera é uma estação bonita onde tudo volta a nascer, as plantas, as árvores e  as flores.
 Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.


quinta-feira, 11 de abril de 2013

A importância da formação na vida pessoal e profissional - Sara

O curso profissional é importante tanto na nossa vida pessoal como na nossa vida profissional.
Na nossa vida profissional é sempre bom podermos aprender algo mais, algo novo. Para podermos ter mais experiências, pois só assim temos mais hipóteses de arranjar facilmente um trabalho, depois desta crise que se instala temos que aproveitar as oportunidades que temos.
Na nossa vida pessoal dá jeito para podermos trabalhar em casa, tanto com o computador ou em sociedade ou com as comidas (neste caso como operador de armazém, lido com géneros alimentares e sempre aprendo novas coisas, como por exemplo: data de validade, o que deve ou não juntar carnes congeladas com peixe congelada ou juntar iogurtes, etc).
Conclusão, aprender um novo curso, seja ela o que for é sempre bom na nossa vida.

 
Hasta la Vista =)

E assim.......... *** _ Daniela Magalhães


Estou a frequentar um curso de Operador/a de Armazenagem, em termos de profissão, gosto do que faço, ou seja, do curso que estou a tirar.
O curso é importante porque nele penso ter um bom futuro para organizar a vida tal e qual como os objectivos cumpridos.
Além disso, no curso engloba muito, pois, além de ser profissional, também é pessoal, aprendemos a lidar com vários tipo de pessoas, de várias gerações, que nem todas têm a mesma opinião, vidas diferentes e tudo partilhado, até porque aqui também aprendemos a resolver os conflitos de todos os problemas, sejam com os colegas ou mesmo trabalho.
Pois até porque um curso é teórica e prática, todas as sessões que temos todas elas fazem parte do curso pois nelas fazemos aprendizagens importantes, principalmente em socialização com as pessoas, até mesmo informática faz parte do curso, pois facilita-nos em muita coisa. Ainda bem que, hoje em dia, há tecnologia, quer dizer, por um lado ainda bem, por outro não, pois há muita tecnologia e por vezes já existem máquinas que acabam por substituir muitas pessoas. O computador é uma tecnologia avançada, mas não o suficiente para adivinhar e então facilita-nos muito em termos de trabalhos, inventários que é o que o meu curso representa mais em trabalhos no computador. Mas tudo é bom tanto na vida profissional como pessoal. Agora vou falar a nível pessoal, pois todas as coisas que aprendemos, por exemplo, em Cidadania e Comunidade é essencial em termos profissional e pessoal, pois por exemplo, demos que a língua portuguesa engana e é verdade, mas isso é muito importante perceber o que nos querem escrever em termos de português é essencial como cidadã aprender a interpretar o português corretamente para que não haja confusões e para que evolua ainda mais em termos de aprendizagem, objectivos, profissão, até mesmo vida pessoal.
Este é o motivo pelo o qual o curso é me importante em termos profissionais e pessoal, porque nele permite-nos ensinar várias coisas em termos os deveres, direitos e tudo no seu devido lugar, lazer é lazer, trabalho é trabalho etc… O ciclo da vida ocorre na aprendizagem, virando e girando sempre circulando, andar para a frente assim é a regra da vida, aprendendo caindo, levando sempre, seguindo a fé da alma que nos traz o pensamento positivo para que possamos brilhar, sorrir, viver!! 
Os grandes guerreiros é que merecem grandes batalhas, guerreiro é aquele que levanta as vezes necessárias para que o seu futuro seja concretizado, o prazer da vida não é saber onde estamos, mas para onde vamos. Diremos que existe muitas escolhas, mas poucas oportunidades.
Saber escolher, saber levantar, saber ensinar aquilo que aprendemos, chamaremos isso arte, ter humildade, dignidade, poucos têm, mas os que têm valem por muitos.
O mundo necessita de todos, como nós necessitamos do mundo, sempre ouvi dizer que o unidos jamais serão vencidos, o objectivo é não criticar, julgar, mas sim ajudar e ensinar.
Para finalizar…. O que passou não volta mais, vira a página, conquista novas vitórias e nunca te esqueças de que tudo vale como lição de vida…
FAZ PARTE DA NOSSA EVOLUÇÃO…

Amizade

A amizade é muito importante para todos nós é bom termos amigos verdadeiros e que não nos desiludem.
Amizade é lealdade,companheirismo, afeição pelo outro e muita compreensão.

"O encanto da novidade e os velhos hábitos, por mais que uma coisa se oponha à outra, impede-nos igualmente de ver os defeitos dos nossos amigos."








quinta-feira, 4 de abril de 2013

* Os meus melhores momentos no CEERIA* (= Daniela

Ora cá voltei na quinta-feira como tinha dito.
Hoje falo dos melhores momentos que o CEERIA compartilhou comigo e com todos os que me rodeiam.
Posso dizer que nunca pensei que viesse tirar um curso no CEERIA, mas agora que estou aqui, diria que foi a melhor coisa que fiz.
Todos que participam fazem o CEERIA e não apenas um simples edificio.
Todos os momentos da Semana Aberta, o Natal... O CEERIA (nós) juntos fazemos a união, fazemos a festa, aprendemos juntos, fomos juntos na Arruada e aqui vos deixarei uma foto minha, estando sorridente. Por este brilho existir, aprendemos nesse dia que muitas pessoas queriam nos pagar ou não aceitavam as flores por não terem dinheiro, discordo do pensamento e gosto de gestos de dar, fazemos as pessoas sorrir, quando elas percebem que estamos a oferecer.
Pois bem, também falarei agora no dia de aprendizagem que mais gostei, o dia da Formação/Emprego porque ouvimos empresários a falar, a esclarecer dúvidas, foi muito importante para mim. Algo que o empresário disse, que todos deveriam mentalizar-se, foi " que devemos sempre pensar em grande", assim pensarei para que lutamos por mais, porque merecemos mais.
Agora, mundando de assunto, falo do momento em que tivemos de Natal, as peças de teatro, o almoço, tudo em união, o melhor é quando nos apercebemos que todo o CRP colaborou (técnicos, formandos), a troca de prendas...
Só acho que depois disso tudo não deveriamos trabalhar mas acho o meu grupo de curso dos melhores, aprendendo com todos em união.
O melhor grupo:


E assim ficarei por aqui, ficaram a conhecer um pouco mais o CEERIA, em que todos partipam com alegria.
Até a próxima visitantes do blog!

O meu melhor dia no CEERIA - Sara

O meu melhor dia no CEERIA?

Para mim o melhor dia são todos os dias....
Há sempre dias bons e dias maus, mas no final temos sempre alguém connosco, que nos apoiam, que nos fazem sorrir, que nos fazem aprender no nosso dia-a-dia seja ela qual for. Nossos amigos, nossos colegas, nossos formadores, etc.

Desde o primeiro dia que vim ao CEERIA foi sempre uma alegria. Fiquei com um grupo espectacular onde todos os dias convivo com eles.

Acordo feliz e durmo feliz!




Be Happy!!!

O meu melhor dia no CEERIA - Zé Carvalho

Eu vim para o CEERIA através da Escola Frei Estêvão Martins foi para fazer o protocolo no Operador de Carpintaria,Jardinagem,Armazenagem.
Porque eu na altura tinha uns 15 ou 16 ou 17 anos.
E depois eu acabei o protocolo estive de férias e vinha ao CEERIA fazer as minhas avaliações e tratar da minha entrada para o Operador de Jardinagem gosto de cá andar, e também gosto de conviver e partilhar a minha amizade com os meus colegas, gosto de conversar, partilhar ideias.
Sei fazer a minha gestão do meu dinheiro.
Muito antes de eu ter entrado para o CEERIA eu estive no Centro de Emprego na Rua 5 de Outubro cá em Alcobaça a fazer a minha inscrição.
Sim porque eu estou a juntar dinheiro para tirar a carta de condução de carro e depois comprar um carro para mim. E organizar a minha vida normal.



Assinado: Zé Carvalho                                                                                             4/4/2013

Os meus melhores momentos no CEERIA!

Os meus melhores momentos no CEERIA foram nas provas de canoagem e natação, e estar na Valência Sócio-educativa, e ser campeão de Remo da zona de Alcobaça.

Carlos Carvalho

O meu melhor dia no CEERIA


O melhor dia no CEERIA foi quando entrei no primeiro dia no ceeria, não conhecia ninguém, mas as pessoas foram muito simpáticas.

No primeiro dia foi conhecer os colegas, os módulos do curso, falar sobre o curso e conhecer o formador. O dia passou muito depressa e depois chegou a hora de me ir embora.

Adriana Rodrigues 

quinta-feira, 28 de março de 2013

A Páscoa - Sara

A Páscoa é uma celebração religiosa que comemora a ressurreição de Jesus Cristo.

Os Cristãos celebram a ressurreição de Jesus Cristo, sendo a data conhecida como Domingo de Páscoa. De acordo com a Bíblia, após a crucificação de Cristo, celebrada na Sexta-Feira Santa, Cristo ressuscitou no terceiro dia após a sua morte.
A data serve como momento de reflexão, em homenagem à vida e morte de Cristo, e de agradecimento e glorificação do seu sofrimento.

A Páscoa é celebrada também pela reunião da família, sendo um momento de confraternização e de alegria.


A PÁSCOA EM PORTUGAL

Em Portugal, a população católica recebe a visita do compasso pascal no Domingo de Páscoa.
O compasso é composto por um grupo de fiéis católicos que percorrem as ruas com uma cruz e um pequeno sino a anunciar a sua chegada. Quando convidados pelos habitantes a entrar nas casas, benzem a casa e moradores, anunciando a boa nova da ressurreição de Jesus Cristo.

Nota:
7 dias antes da Páscoa é o Domingo de Ramos, um dia dedicado aos padrinhos e madrinhas. Os afilhados oferecem flores ou plantas aos seus padrinhos e madrinhas e estes retribuem com o "folar", ou seja, a prenda da Páscoa.


PÁSCOA *-* _Daniela Magalhães

Bom dia caros amigos do CEERIA.
Hoje vou falar da Páscoa. Dizem que a Páscoa vem de origem religiosa do latim Pascae.
Pois bem, tem uma figura do coelho que simboliza a fertilidade e os ovos da Páscoa (Chocolates, enfeitos), também no contexto da fertilidade e da vida.
Pois agora direi a minha opinião quanto à Páscoa: acredito que a Páscoa vem da origem cristã, mas não sou cristã, para mim significa outra coisa, que não esse simbolismo.
pra mim, o significado da Páscoa é ter a família unida, almoçar, jogar às cartas, conviver em união  Por vezes, existem coisas que me entristeçam  do tipo é preciso épocas destas (a Páscoa, o Natal) para ver a família toda junta. Apesar de não ser cristã, acredito nas coisas boas que a religião trouxe. 
Muitas pessoas não sabem o que é a Páscoa, de onde vem, porquê... Eu também não sabia até hoje pesquisar  mas por mais que tenha visto o significado, pra mim será o significado que eu própria criei, na minha alma, momentos profundos, onde tudo acontece, tudo é possível. 
Não se deve à época o ato de perdoar, de oferecer, de conviver, de viver.
Gosto de dar sem serem precisos aniversários, épocas; gosto de dar e ver aquela cara sorridente a brilhar por uma prenda ter sido dada sem motivo algum, apenas porque gosto da pessoa.
O sentimento é algo que se deve mostrar todos os dias.
E assim ficarei por aqui. Desejo-vos uma boa Páscoa, não comem muitos ovinhos, olhem os dentinhos!
Até à próxima quinta-feira com outro tema..... =)

 

Desejo uma Páscoa feliz a todos -Adriana Rodrigues





A Páscoa é uma época feliz, onde deliciamos amêndoas de todo o tipo, ovos de chocolate e folares.






            É tempo da família estar toda reunida!








quinta-feira, 21 de março de 2013

Ora aqui está a minha Opinião "Racismos" _ Daniela Magalhães *-*

Hoje falamos de racismo. Pois bem, é hoje dia internacional da luta contra a discriminação, como sempre direi, somos diferentes por fora e todos iguais por dentro. Como existem palavras que nos magoam também por vezes dizemos palavras que magoam os outros.
O maior alvo de racismo é o preconceito, uma coisa é certa enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá sempre guerra.
Por vezes Não é preciso mostrar a beleza aos cegos, nem dizer verdades aos surdos. Basta não mentir para quem te escuta, nem decepcionar os olhos de quem te vê! As palavras conquistam-nos temporariamente, mas as atitudes nos ganham ou nos perdem para sempre.
Diga "NÃO" ao Racismo!
Cores diferentes, sentimentos iguais.
Sempre aprendi, ou mesmo vivi com aprendizagem que a Alma não tem cor, pois acho que ninguém tem que desrespeitar ou até mesmo dizer palavras cruéis que fazem magoar.
Uma pessoa tem sempre direito de ser igual quando a diferença inferioriza e todos tem direito de ser diferentes quando a igualdade descaracteriza.
Acho que o ser humano é muito inteligente, mas é pena que por vezes essa inteligencia fica só por um sitio e não avança ao ponto da discriminação acabar.
Lembrem-se RESPEITO não tem cor ou raça.
RESPEITO tem consciencia.


    Racismo
    Alimenta
    Cruelmente a
    Incapacidade de
    Socializar
    Melhor com os
    Outros.
    STOP!

Dia internacional da luta contra a discriminação racial (Racismo)


O racismo é a discriminação de povos com base no preconceito de inferioridade.
O racismo tem sido justificado de muitas maneiras: na maior parte das vezes, pela ideia de que certos povos são intelectualmente inferiores ou bárbaros (porque apresentam costumes diferentes, seguem outras religiões, etc.) ou com  base em nacionalismos que vêem na sujeição ou rejeição do outro (xenofobia) a defesa do seu próprio modo de vida.No mundo ocidental, o sentimento anti judaico (cuja expressão maior foi o Holocausto nazi) tem a particularidade de se centrar na (suposta) perversidade, e não na inferioridade, dos Judeus, a pretexto da condenação de Cristo, narrada na Bíblia. Para muito autores, tudo isto são manifestações de um egocentrismo (quando não de fanatismo) que  tudo à medida de uma determinada cultura, sem compreensão nem tolerância para com as culturas diferentes.


Adriana Rodrigues


A minha opinião sobre a Síndrome de Down_ Daniela Magalhães

Hoje vou falar-vos sobre um tipo de deficiência, talvez, não muito conhecida.
Todos somos diferentes, mas iguais, temos as nossas características e maneiras de perceber ou até mesmo aprender. Diferenciados não pelo genético mas pelo o contexto, educação da vida que temos.
Falo-vos de uma deficiência que desconhecia e hoje aprendi e sem aperceber ou sem eu saber lido com pessoas com essa deficiência mas nunca tinha reparado, sempre achei diferente mas poderia ser algo diferente.
Sendo o dia mundial de Síndrome de Down, escrevo e indico que pessoas que têm essa deficiência por vezes são bem melhores que as pessoas que não a têm.
Aqui mostrarei que por mais deferências  acho que por mais diferentes que sejam, respeitarei todos que vierem, tal e qual como nós, porque acho que eles percebem se forem tratados de forma diferente e com certeza que não devem gostar.
SOMOS TODOS DIFERENTES, MAS TODOS IGUAIS POR DENTRO.

HOJE, 21 DE MARÇO 2013...DIA MUNDIAL DA SÍNDROME DE DOWN



Numa célula normal de um ser humano existem 46 cromossomos divididos em 23 pares, já a pessoa que nasce com Síndrome de Down possui 47 cromossomos.

Você conhece ou tem algum amigo com Síndrome de Down?

Se não conhece, pelo menos já deve ter ouvido falar que todos que nascem com essa síndrome, possuem características iguais como os olhinhos puxados, além do processo de aprendizagem que requer um pouco mais de atenção.
Infelizmente, hoje em dia ainda há muito preconceito. Uma das ações que podemos contribuir para diminuir a exclusão da pessoa com síndrome de Down é o convívio social. Se você conhece, ou vier a conhecer alguma criança com Down, faça com que ela se sinta à vontade com os seus amigos, seja na escola, ou em qualquer outro lugar.

O dia 21 de março é uma data importante: é comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down. 
A Síndrome de Down é um acontecimento genético natural e universal. Isso quer dizer que a síndrome não é resultado da ação ou do descuido de mães ou pais, como muitos pensam. E nem é uma doença. Ela é causada por um erro na divisão das células durante a formação do bébé (ainda feto). Só para você ter uma ideia, de cada 700 bebés que nascem, UM tem Síndrome de Down. Por isso, qualquer mulher, independentemente da raça ou classe social pode ter um bébé Down.

O dia 21 de Março foi escolhido pela associação "Down Syndrome Internacional" para ser o Dia Internacional da Síndrome de Down em referência ao erro genético que a provoca. Todo mundo tem 23 pares de cromossomas. Quem tem Down tem três cromossomas no par de número 21 (daí a data 21/03).



Dia Internacional da Luta Contra a Discriminação Racial (Racismo) - Zé Carvalho

Eu acho muito mal feito as pessoas discriminarem as outras pessoas de outro tipo de raças.
Eu acho que as pessoas além de serem ciganos,Africanos,e afins nós todos temos que os ajudar sim porque essas pessoas precisam de ser ajudadas.
Por isso digam não à discriminação a essas pessoas!!!
Por isso essas pessoas que só gostam de discriminar as outras pessoas porque são muito mas muito mal-dosas.
Por isso essas pessoas que respeitem as outras pessoas porque essas pessoas que sofrem um momento difícil da vida dessas pessoas que são discriminadas sempre constantemente por isso eu vos digo "Façam o favor de ajudar estas pessoas que sofrem esta discriminação racial".

Assinado: Zé Carvalho

 

Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação racial (racismo) - Sara


"Uma mulher branca, de aproximadamente 50 anos, chegou ao seu lugar em classe económica e viu que estava ao lado de um passageiro negro.
Visivelmente perturbada, chamou a comissária de bordo.
Algum problema, minha senhora? – perguntou a comissária.
- Não vê? – respondeu a senhora – vocês colocaram-me ao lado de um negro. Não posso ficar aqui. Tem de me arranjar outro lugar."
- Por favor, acalme-se! – disse a hospedeira – Infelizmente, todos os lugares estão ocupados. Porém, vou ver se ainda temos algum disponível.
A comissária afasta-se e volta alguns minutos depois:
- Senhora, como eu disse, não há nenhum outro lugar livre em classe económica. Falei com o comandante e ele confirmou que não temos mais nenhum lugar nem mesmo em classe económica. Temos apenas um lugar em primeira classe.
E antes que a mulher fizesse algum comentário, a comissária continua:
- Veja, é incomum que a nossa companhia permita que um passageiro da classe económica se sente na primeira classe. Porém, tendo em vista as circunstâncias, o comandante pensa que seria escandaloso obrigar um passageiro a viajar ao lado de uma pessoa desagradável.
E, dirigindo-se ao senhor negro, a comissária prosseguiu:
– Portanto, senhor, caso queira, por favor pegue na sua bagagem de mão, pois reservamos para si um lugar em primeira classe...
TODOS os passageiros que, estupefactos assistiam à cena, começaram a aplaudir, alguns de pé."





O dia Internacional de Luta contra o Racismo foi criado 20 anos depois do massacre ocorrido em 1960, em Shaperville, quando 68 negros sul-africanos foram brutalmente assassinados, quando protestavam contra a chamada "Lei do Passe", que transformava os negros em estrangeiros dentro de seu próprio país: todo negro passaria a ser obrigado a mostrar um "passe" que, evidentemente, não seria obrigatório aos demais cidadãos sul-africanos.

Dia Mundial do Síndrome de Down - Sara


Ao contrário do que a maioria de nós pensamos, a Síndrome de Down não é uma doença, trata-se de um distúrbio genético, causado pela presença de um cromossoma 21 extra total ou parcialmente. Por não se tratar de uma doença não é correto dizer que uma pessoa “sofre de”, “é vítima de”, simplesmente dizemos que a pessoa tem ou nasceu com síndrome de Down.



Espero que depois desse dia as pessoas gostam de ter tomado o tempo para ler este post e os interessados​ em pessoas com síndrome de Down fazem o seu futuro ainda mais promissor do que já imaginado.

Porquê 21 de março?
Esta data foi escolhido porque a 21/3 (ou 3/21) representa uma triplicação no par de cromossomas 21 (trissomia 21), uma das combinações genéticas (não o único, ver abaixo), que resulta na síndrome Down.

Quem propôs e definiu esta data?
A primeira data era promover Associação Europeia da Síndrome de Down e  Down Syndrome nternacional
(DSi) há oito anos. Através do seu trabalho e, recentemente, do trabalho de muitos outros pelo mundo fora, a partir deste ano, a data é oficialmente reconhecida pelas Nações Unidas.

Que tipos de síndrome de Down existem?
Aproximadamente 95% das pessoas com a síndrome têm o que é conhecido como “trissomia 21 ”, ou seja, três vezes 21 cromossomos, em vez de duas. O segundo tipo de síndrome é conhecido como  translocação . Ocorre em aproximadamente 3-4% das pessoas com a síndrome. Neste tipo, uma parte extra do cromossomo 21 é anexado a outro cromossomo. Em cerca de metade destes casos, a mãe ou o pai são portadores do cromossomo 21 extra, de forma “equilibrada” ou escondida, de forma
 que não são consideradas pessoas com a síndrome. O terceiro tipo de síndroma de Down (1 a 2%) é chamado  mosaicismo . As pessoas com a síndrome têm material extra do cromossoma 21 em algumas células, mas não em todas. A presença de células com 46 cromossomas podem fazer com que as características da síndrome se manifestem em menor grau.(David S. Smith, MD)

Como a síndrome de Down ficou com esse nome?
A síndrome de Down é o nome de um médico britânico John Langdon Down, que foi o primeiro a identificar clinicamente a doença em 1866. Mas foi apenas em 1959 que se conheceu a natureza cromossômica da síndrome, quando o médico Dr. Lejeune a documentou.

Como posso educar as pessoas ao meu redor sobre síndrome de Down?
Pessoas com síndrome de Down são pessoas em primeiro lugar. Eles têm um nome, escolaridade, ocupação, hobbies, defeitos, virtudes … eles querem ser respeitados, tratados como qualquer outra pessoa e têm permissão para chegar onde eles quiserem. E quando se deparar com alguém com síndrome de Down tratá-o como uma criança, se for uma criança, ou como um adulto, se for um adulto.

Como eu posso falar com meus filhos sobre a síndrome de Down?
As crianças até cerca de 4 ou 5 anos dão pouca ou nenhuma relevância à forma como são aqueles em torno deles. Depois disso, se o seu filho encontra uma outra criança com síndrome de Down podem fazer-lhe perguntas sobre ele.
Por que não falar? Por que tem os olhos como as crianças chinesas?
Explique que uma criança com síndrome de Down leva muito mais tempo para aprender certas coisas ou habilidades, que precisam de ser pacientes e dar mais oportunidades.
Enquanto isso, deve reforçar a idéia de que o amigo não é nem melhor nem pior, apenas é diferente.
Faça-o ver que ele ou ela faz certas coisas melhor ou pior e incentive-o para incluir o seu amigo numa atividade ou evento sempre que ele tem a possibilidade. Há que mostrar que as crianças que crescem com uma pessoa com deficiência a sua volta, desenvolvem uma empatia especial para o grupo de pessoas com deficiência e será muito beneficiado emocionalmente.


Gostaria de compartilhar uma frase de AUTOR DESCONHECIDO a qual me fez pensar muito nas atitudes que geralmente o ser humano faz.
“A maior limitação para que os portadores de Síndrome de Down se tornem adultos integrados, produtivos, felizes e independentes não é imposta pela genética, mas sim pela sociedade.”

quinta-feira, 14 de março de 2013

O meu significado de qualidade de vida*-*- Daniela Magalhães

Ter qualidade de vida é ser feliz, na paz, tranquilidade do sossego, do silêncio como do conviver, ter uma família que nela é sentida amada e não desprezada. Onde sorrisos ocorrem, sem esforço, assim do nada, como um simples raio de sol aparecer.
Ter qualidade de vida é transmitir um sorriso ou mesmo receber quando menos merecido, aprender a viver e a apreciar tudo o que há de mais simples na vida. Se algum dia tiver muitas rugas que sejam de tanto sorris, porque ter qualidade de vida, é ser feliz, com poucas coisas, porque o valor não é exterior, não se compra... Pois bem, vem de dentro de nós, conquista-se.
É ter um brilho nos olhos, um sorriso na cara, viver, cair e aprender, mas sempre com alguém ao lado para aparar a queda e ajudar a levantar. O brilho vem de cada sorriso mandado, de cada palavra falada.
Tudo o que nos faz sorrir, nos fará bem.
Pois tudo merece ter qualidade de vida.
Quero ter um emprego e não preciso ganhar muito, mas o quanto basta, até porque também gosto de fazer a formação da profissão que tiro, ter amigos para me divertir, conviver e ajudar.
Ter uma casa, ser respeitada, ter um carro, não preciso de poder, basta a quantidade suficiente para uma casa ter, um bom animal, um cãozinho  Um dia quero poder criar uma criancinha com qualidade, ensinar os direitos e deveres, mas o mais importante por agora é ter a formação concluída uma casinha pequenina porque nem sempre o grande é sinal de felicidade, também na simplicidade a encontramos. Ter qualidade na escolha dos objectivos que pretendemos realizar.

O meu significado de vida

Qualidade de vida é ser feliz e ter amigos!
Para se ser feliz é preciso ter-se saúde acima de tudo, ser compreensivo, afastar os problemas da vida, não pensar em coisas tristes, ser-se positivo e ter muita energia todos os dias, ter uma família, e emprego.
 Ter uma formação profissional,porque, dá acesso ao emprego directo no final da formação.